terça-feira, 6 de maio de 2008

TIC-TAC TURNED OFF

Não adianta fechar os olhos com mais força se o sono se ausenta. Não importa o silêncio e a venesiana escurecendo o quarto. A noite de descanso ainda não chegou na mente.
Quanto barulho nos pensamentos!
Tem a dança para ser feita.
A peça do dia das mães para ser escrita e ensaiada.
O dia mundial de oração! MINISTRAÇÃO!
Prova oral na quinta-feira.
Dois trabalhos de civil e seminário na segunda-feira.
Site do tio!!!
Contas, contas, contas! E o site? e a facul? celular?! hã?
Curso de Zope plone! Sem esquecer de ser competente: não duvidar, não perder informação nem o humor sócio-profissional.
Qual será a pastora do clubinho de quinta-feira já q tudo foi remarcado?!?
Arranquei mais um pedaço de carne da unha... pena que esse sangue não vai resolver meu problema.

Tá, mas por que estou rascunhando neste papel tanta angústia?

Haja insônia. O barulho interno me fez chorar e correr para a família ainda presente; IRMÃS! SOCORRO! Está td bem, mas não está.
BUÁÁÁÁÁÁÁÁ! (por favor, diga que me ama, que vou conseguir e me dê um abraço!...só queria isso).
...hum.

Ok, vou voltar para meu quarto. Vem aqui ipod, talvez haja uma música que me ajude a ter sono. Resultado: ligar a luminária e escrever.
Se não sair no papel, não vou conseguir dormir.

Ligar para um amigo? Praticamente 98% se encaixa nas faturas de cobrança de dívidas de bens que não usufruo mais. São perfeitos JUROS de cartão de crédito e da conta de celular de Dezembro de 2007.
Não tenho o cartão nem o celular. Não desfruto ligações, mensagens, saídas, NADA. Mas as cobranças são fiéis todo mês e só pioram os juros.

Ótimo. Este papel não vai me ofender nem cobrar nada de mim. Em vez de me corrigir, mostrar a realidade ou apontar para a placa gritante "BEM VINDA À VIDA DE ADULTO", simplesmente será rasgado. Bem feito. Se eu pudesse, rasgaria todas essas verdades com vc e retroagiria ao tempo que o choro me dava leite e amor, ou me transportaria para o futuro incerto e determinável conforme as emoções inconstantes.

Mais uma tentativa de dormir... "TIC-TAC TIC-TAC TIC-TAC" como assim??
O despertador que não funciona toda manhã, quando a correria começa, resolveu me lembrar que deveria estar no vigésimo sono? INFELIZ, resolver você é fácil: TIREI A PILHA.
Silêncio pleno. Pranto, quer dizer, pronto. Parei o tempo. Não preciso ter pressa, medo, prazo, pressão, SPC, serasa, dia das mães, amigos aborrecidos, aula, prova, NADA DISSO VAI CHEGAR.
...
Agora que liberei o entalado, vou tentar dormir novamente. As soluções já começaram a ocupar minha mente, mas não quero ter a insônia otimista. Amanhã (ou hoje), eu penso nisso.

Obrigada por ficar comigo; você...papel, ipod e Pai. Mesmo caladinho durante minha istaria interna, eu sei que há amor e preocupação no seu coração em cada lágrima de aflição, sendo por um dedo mindinho do pé que meti na porta, ou por um choque ao descobrir o efeito destrutivo do ativismo na minha paz de espírito. A perfeição é sua e o aprendizado para os espertos....

O relógio que está sob meu controle, eu já desliguei. Mas o tempo eu descano nas suas mãos, eu não poderia controlá-lo mesmo...

Boa noite.

2 comentários:

Alexandre disse...

Não pague juros! Faça amigos novos e mais baratos.

ricardo disse...


Noites insones, acompanhadas de papéis, costumam ser bastante produtivas. Na minha última, montei o projeto da Viagem Missionária a Juvenília...

Mas enfim. Não vale a pena rasgar os papéis... Preserve a natureza, guarde as anotações e deixem as plaquinhas de "boas" vindas à vida adulta sempre em vista e sempre bem legível...

beijos, ricardo